Na Mídia

Integração de e-mail marketing com redes sociais potencializa resultados de campanhas

Se as redes sociais tem se mostrado como a bola da vez para as empresas se relacionarem diretamente com os consumidores, incorporar a elas o já consagrado e-mail marketing tem se revelado como o pulo do gato para a efetividade de negócios e afins. Com estratégias bem estruturadas e baseadas na coleta de dados que as próprias redes fornecem, empresas especializadas conseguem realizar a "segmentação da segmentação" e garantir muito mais assertividade em suas campanhas e efetividade no atingimento de seus públicos alvos.

Segundo a gerente de marketing da V2 Design, Flávia Alessandra Ferreira, "as novas tecnologias e seus aplicativos permitem descobrir e mapear opiniões altamente relevantes para o desenvolvimento de uma ação digital, em diversos segmentos de atuação".

A inserção de email marketing nas redes também aumenta a sua réplica e amplia as oportunidades de visualização e de pessoas conectadas à empresa. De acordo com Flávia, as informações são atualizadas automaticamente a cada click, gerando relatórios que direcionam para novas oportunidades ou direcionamentos de ações.

Flávia destaca que a conquista do público depende também, é claro, da empresa. "O proliferar da marca, produto ou serviço – de forma positiva –, é consequência de suas ações, que o marketing viral na era social ajuda a potencializar", ressalta a especialista.

Flavia destaca que as empresas que ainda não abriram um canal de comunicação no universo online, que não investiram na construção de um blog ou não participam ativamente de redes sociais, estão perdendo uma importante vantagem competitiva.

Para quem ainda utiliza o tradicional e-mail marketing sem estratégia, a especialista alerta para o risco do "tiro pela culatra", já que a comunicação invasiva e não direcionada aos interesses do destinatário sempre gerou antipatia, mas em tempos de proliferação de e-mails chega a causar transtorno.

Muitas empresas começaram a investir no e-mail marketing pela promessa do retorno com baixo custo, mas o resultado pode sair mais caro do que o bolso registra inicialmente, uma vez que atinge diretamente a marca da empresa e sua postura de relacionamento. Embora muitas já tenham se atentado para isso, ainda é grande o número de empresas que a praticam, segundo recente relatório divulgado pela AVG Technologies, que cita que o Brasil desceu três posições em um ranking global dos países que mais enviam spam (caiu da segunda para a quinta colocação).

Para finalizar, Flavia atenta para a integração de design, tecnologia e conteúdo na ação, que são fundamentais para o impacto e repercussão da comunicação.

Voltar

V2 Design - Copyright 2011 - Todos os Direitos Reservados.